“E com palavras eu nao chego a descrever nem metade do que sinto, e isso me frustra. Como se eu fosse uma falsa poetisa, na qual escreve sem amor algum. Palavras ocas. Palavras que nunca fazem minha vontade. E continuo assim, sem passar nenhuma certeza em relação a nada. Certeza de quem sou e o que tem por baixo de sorrisos que na maioria das vezes não demonstram felicidade. E sabe, isso me confunde. E muito. A mente está transbordando emoções e palavras que insistem em vagar solitárias (porém unidas) sem caminho certo, apenas trazendo mais dúvidas. Minha caneta velha que insiste em falhar, repousa em minha mão. O papel que a horas se encontra vazio, clama por pelo menos um conjunto de palavras com sentido. ~{anfetamin-a}
theme feito por acucar-amargo; com detalhes de im-mutable, l-oveyourself, desesperancoso, quinni e affectingyou.
SEE THE CREDITS...
next »